No
mesmo momento em que li a sinopse deste livro num site de vendas, em mim despertou
bastante curiosidade de ler o livro por completo. Porque de uns tempos pra cá,
ao fazer as leituras bíblicas tenho percebido que Jesus Cristo tem um outro
lado que muito de nós cristãos não conhecemos. Por isso, convido a você a
conhecer a outra face do nosso Mestre com a minha resenha e opinião sobre o
livro de John MacArthur.

Páginas:
272

Ano:
2010

Sinopse:

Manso
e meigo. Politicamente correto. É assim que as pessoas descrevem Jesus. Mas
isso é apenas uma parte dele, não o todo. Pode ser desconfortável ou
inconveniente, mas o homem vem ignorando o caráter impetuoso e doutrinário de
Jesus. Sua missão exigiu, na maioria das vezes, uma postura firme e coerciva
diante de seus inimigos, o que fez dele realmente um grande mestre.

Você vai se surpreender
com a verdadeira face de Cristo descrita em A outra face. John MacArthur mostra o retrato impressionante do
Jesus que o mundo está tão ansioso por esconder. A luta contra os falsos
mestres, as ideias sobre a falsa religiosidade e o modo como defendia a
verdade, se encaixam muito pouco com o estereótipo meigo que com frequência a
humanidade lhe impõe.

Conheça esta visão
polêmica e cristalina do Jesus que a história tenta esconder a todo custo e,
como ele, assuma o compromisso de promover a fé ao confrontar as mentiras e
proteger a verdade.



Resenha:

Como
você descreveria Jesus? Imediatamente muitos diriam que o Cristo relatado nas
Escrituras foi um homem simpático, manso e cordial com as pessoas, mas é
improvável que diriam que Ele foi um homem por vezes inconveniente, impetuoso e
confrontador. E é esse lado improvável que John MacArthur mostra nas páginas
deste livro.

Entenda
mais sobre o caráter de Jesus Cristo mencionado nas páginas da Bíblia e sua
postura determinada ao lutar contra os falsos mestres, confrontando as mentiras
e as ideias falsas da religiosidade e o modo como protegia a verdade ao se deparar
diante dos seus inimigos.

Venha
entender a outra face de Jesus que muitos ainda não conhecem!



Minha Opinião:

A
sinopse já dizia que eu iria me surpreender ao ler este livro, e foi isso que
aconteceu. É um livro que realmente não pode faltar na estante de todo cristão
que deseja se aprofundar nos ensinamentos bíblicos e que almeja saber como
lidar quando alguém está equivocado quanto ao que as Escrituras instruem.

O
autor utiliza os confrontos de Jesus com os fariseus como ponto de partida para
desmascarar a ideia que cristãos têm de um Cristo dócil que era politicamente
correto diante de ensinamentos errados e da dissimulada religiosidade. Usando
uma linguagem de fácil compreensão para o leitor, John MacArthur discorre sobre
a gravidade dos conflitos e descreve como Jesus agiu durante aquelas situações.

Na
contramão do que alguns líderes têm ensinado, este livro fala sobre como nós
cristãos precisamos ter compromisso de confrontar as mentiras e defender a
nossa fé diante dos ensinamentos equivocados expostos pelos falsos mestres
, não
tendo medo do que os outros vão pensar. Sabe quando uma pessoa tem um
entendimento errado sobre algum aspecto da Bíblia e você a corrige, e ela diz
que Jesus não faria isso? Então, mais uma vez ela está errada, porque Cristo
fez isso o tempo todo enquanto estava aqui na Terra. E você vai entender isso
melhor quando tiver a oportunidade de ler este livro.

Além
disso, o livro é riquíssimo em detalhes históricos e dados que esclarecem
minuciosamente o texto bíblico; apresentando inclusive notas no final do livro
com comentários do autor sobre algo que ele escreveu, mas que não pode explicar
naquele momento para não se perder nas ideias.

Fica a minha dica
de um livro que você precisa adquirir urgentemente!!!



Quotes:

“Pessoas
dadas a brigas não estão qualificadas para servir como presbíteros na igreja.”
(página 33)

“O
renascimento espiritual é uma obra de Deus, não o resultado do esforço humano.”
(página 102)

“As
redes de televisão religiosas estão cheias de mestres que professam ser
cristãos, mas cuja doutrina e estilo de vida não mostram frutos verdadeiros de
salvação.” (página 107)

“Se
você acha que o evangelho pode ser anunciado aos incrédulos de um modo sempre
interessante e nunca inquietante, tem a noção errada sobre o que diz a mensagem
do evangelho.” (página 109)

“Não
há como a verdade vencer a falsidade a não ser expondo e refutando mentiras e
falsos ensinos.” (página 112)

“Nós
podemos perdoar qualquer ofensa que nos seja feita no que diz respeito às
nossas próprias reivindicações por justiça, mas não temos autoridade para
absolver ninguém da culpa perante o trono de Deus.” (página 128)

“Ao
contrário das curas fingidas exibidas nos programas religiosos de televisão por
celebridades de hoje que curam pela fé, os milagres de Jesus envolviam
enfermidades sérias e visíveis.” (páginas 134 e 135)

“A
justificação não é obtida por mérito, nem é conquistada por meio de rituais. A
verdadeira justiça não pode ser adquirida por meio de obras humanas, mas o
perdão e a total justificação são dados gratuitamente àqueles que creem.” (página
167)

“O
jejum autêntico deve ser um meio para nos ajudar a deixar de lado as
preocupações deste mundo para nos concentrarmos na oração e nas coisas
espirituais.” (página 183)

“Aqueles
que se preocupam com o futuro manifestam uma falta de confiança em Deus e uma
ideia distorcida no que diz respeito a prioridades.” (página 184)

Se você já leu o livro, o que achou? Se ainda não
tem o livro, está curiosa para adquiri-lo? Deixe seu comentário!

Meu e-mail: abileneleite96@gmail.com | Meu Facebook
| Meu Twitter

Gostou da postagem?! Então Comente! Para comentar é preciso estar seguindo o Blog!
8 thoughts on “Livro: A outra face – John MacArthur”
  1. Eu ainda não li mas eu fiquei curiosa para ler pois gosto muito desse tipo de leitura, que deixa o leitor curioso por contar outra vetsav da história.ja vou procurar para entender e matar a minha curiosidade acerca da história.

  2. Eu ainda não tinha escutado falar desse livro, mas a leitura parece ser interessante para quem curte o tema. Particularmente acho religião um tema delicado já que cada pessoa pode interpretar textos de um jeito diferente um do outro e gerar polêmicas. Mas independente disso acho a dica super válida para quem gosta de ler mais sobre o assunto. Um beijo, Nat 🙂

  3. Eu acredito muito que cada pessoa deve interpretar a Bíblia e tirar as suas próprias conclusões do que ir de acordo com a interpretação de alguém, eu vou procurar ler esse livro pois o tema é muito interessante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *