Namorar
é tão bom… o problema é quando começa aquele agarra-agarra, aquele pega-pega,
uma mão aqui e outra ali. O que fazer depois que se passou dos limites com o
namorado?



            Sabemos que num namoro cristão deve
haver muita vigilância, mas às vezes isso não acontece e acabamos pisando na
bola com Deus ao deixar que o nosso namorado nos acaricie de forma indevida
(isso é chamado de “quase-sexo”) ou até mesmo chegaram a transar. Claro, que
depois de passar dos limites vem aquele peso na consciência – o que na verdade,
é o Espírito Santo nos mostrando o erro –, daí vocês conversam, falam que não
vão mais fazer isso e chega na hora de ficar um pertinho do outro caem em
tentação de novo. NÃO PODE SER ASSIM!

            Recebi uma mensagem de uma garota
que estava me pedindo um conselho em relação a este assunto. Essa não foi a
primeira mensagem que recebi, por isso resolvi compartilhar algumas dicas para
aquelas que passaram dos limites e para as garotas que não passaram por isso
também, como forma de prevenir quaisquer acontecimentos como este. Vamos lá!

            • A primeira coisa que se deve fazer é pedir
perdão a Deus por ter cometido este pecado. Logo depois, ligue para o seu
namorado e marquem uma conversa falando sobre o que aconteceu. Se ele realmente
é um homem de Deus já deve ir de procurar com o mesmo pensamento.

            ESTABELEÇA
LIMITES!
A melhor forma de prevenir que vocês caiam em tentação novamente é
estabelecendo limites para o relacionamento, que são:

            • Toda vez que vocês forem passar um tempo
juntos, devem orar e ler a Bíblia, como forma de convite para que o Senhor
esteja ali naquele momento com vocês. Se vocês tem vergonha de orar e meditar
na Bíblia juntos quando namorados, imagina quando casar? Faça isso desde já,
mocinha! 

“Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O
espírito está pronto, mas a carne é fraca.” (Mateus 26.41).
            • Não fique em lugares isolados. O ideal é que o
momento em que passagem juntos seja um lugar público e com movimento (por
exemplo, shopping). Quando um for na casa do outro, deve haver um adulto
responsável por vocês para ficar vigiando; por isso NADA de ele ir na tua casa
quando seus pais não estiverem – e vice-versa. E claro, em casa, fiquem num
lugar onde seus responsáveis possam passar de vez em quando e fiscalizarem o
que estão fazendo (por isso deixe a porta sempre aberta!). 

“E não deem lugar ao Diabo.” (Efésios 4.27)
            • Não sente no colo dele. Isso mesmo que você
leu, nada de sentar no colo dele, sabe por quê? Porque essa é uma atitude muito
estimulante, pois sua região íntima estará em contato com a dele, e sabemos que
ninguém é de ferro. Evite também colocar suas pernas sobre as deles ou deitar-se
ao lado do rapaz, pelo mesmo motivo citado. 

Ninguém iluda ou defraude nisso a seu irmão, porque o
Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e
testificamos.
” (1 Tessalonicenses 4.6).
            • Não converse ou vejam coisas que os estimulem.
Aquele filminho com cenas impróprias, nem pensar! – como cristãos, vocês nem
devem ver isso, imagina como namorados. Vocês não são casados, então não
conversem sobre como quer a primeira vez, que tipos de carícias que deixam o
outro arrepiado, e por aí vai. 

Não usem
palavras indecentes, nem digam coisas tolas ou sujas, pois isso não convém a
vocês. Pelo contrário, digam palavras de gratidão a Deus.
” (Efésios
5.4).

            • Não dê beijo de língua. Ãnh? Como assim? O beijo de língua acende faíscas no relacionamento, isto
é, faz florescer o desejo um do outro que só poderá ser desfrutado no
casamento: o relacionamento sexual. É como dizem: “O beijo de língua é como
forno, liga em cima e esquenta embaixo.”. Entenda mais sobre isso no post “Beijarna boca nunca mais”, como assim? 

Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que
não caia!
(1 Coríntios 10.12).
            • Por último, mas não o menos importante, deixo
dicas que valem a pena desfrutar no namoro: Comunhão com Deus em oração e
leitura bíblica juntos; ter bastante diálogo; conhecer o temperamento, os
defeitos, as qualidades, as manias, um do outro. Aproveite de forma saudável os
momentos com o homem que Deus lhe deu. 

Assim, quer vocês comam, bebam ou façam qualquer outra
coisa, façam tudo para a glória de Deus.
(1 Coríntios 10.31).
            Antes
de terminar, quero deixar bem claro uma coisa: Se o seu namorado não quiser
aceitar esses limites, então termine. E se o namoro continuar com essas
carícias, então termine. Não vale a pena trocar a intimidade com Deus por um
momento de prazer com o seu namorado. Não deixe Deus em segundo plano!!!

            É
isso meninas, espero ter tirado a dúvida de vocês… qualquer coisa é só
perguntar!

Meu e-mail:
abileneleite96@gmail.com

Gostou da postagem?! Então Comente! Para comentar é preciso estar seguindo o Blog!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *